CBHA
 
 
   
   

 
INICIAL
Programação
Caderno.de.Resumos
Edital
Sessões Temáticas
Inscrições
Sobre a imagem
Anais
 

   .
  Sessão 1 - A CRÍTICA E A HISTÓRIA DA ARTE NA CONSTRUÇÃO DE DISCURSOS HISTORIOGRÁFICOS
Coordenação: Neiva Maria Fonseca Bohns (UFPel/CBHA), Sandra Makowieky (UDESC/CBHA) e Lisbeth Rebollo Gonçalves (USP/CBHA)
Na contemporaneidade, as práticas da crítica de arte estão estreitamente relacionadas com os processos curatoriais e até mesmo museográficos, que trazem continuamente novas contribuições ao meio artístico. Dito de outra maneira, as exposições de arte, concebidas e produzidas a partir de parâmetros críticos, estão interferindo vivamente na construção dos novos discursos historiográficos. [...] LER MAIS
   .
  Sessão 2 - ARTE EXPOSTA: INSTITUIÇÕES, PÚBLICOS E HISTÓRIAS DA ARTE
Coordenação: Maria de Fátima Morethy Couto (UNICAMP/CBHA), Marize Malta (UFRJ/CBHA) e Emerson Dionisio Gomes de Oliveira (UnB/CBHA)
Expor arte implica lhe dar publicidade, interpretar sua posição histórica, desenvolver formas de inscrever e discutir histórias da(s) arte. Parece-nos inegável que a exposição, enquanto dispositivo integrante da condição de circulação, recepção e visibilidade da arte na modernidade e na contemporaneidade, está intimamente vinculada às estratégias das diferentes interpretações das artes visuais, pelo menos nos últimos dois séculos. [...] LER MAIS
   .
Sessão 3 - COLONIALISMOS E RESISTÊNCIAS
Coordenação: Camila Carneiro Dazzi (CEFET-RJ/CBHA) e Tamara Quírico (UERJ/CBHA)
O colonialismo teve efeitos destrutivos ao longo da história – tanto no passado como na atualidade – ao colocar em prática mecanismos de opressão que se associam a ele: o racismo e o terror, o primeiro utilizado para estabelecer a subumanidade do colonizado, e o segundo para reprimir e submeter. Ao mesmo tempo, reações de populações autóctones face aos processos de colonização trouxeram igualmente resistência e adaptações. [...] LER MAIS
.
Sessão 4 - DINÂMICAS DE CONSTRUÇÃO E DESTRUIÇÃO: OS FUTUROS DA ARTE E DO PATRIMÔNIO CULTURAL
Coordenação: Vera Beatriz Siqueira (UERJ/CBHA), Maria Berbara (UERJ/CBHA), Paulo Knauss de Mendonça (UFF/CBHA) e Clara Habib de Salles Abreu (UERJ)
Em janeiro passado, um deslizamento de terra destruiu um imóvel histórico na cidade mineira de Ouro Preto (MG). Em fevereiro, foi a vez das chuvas em Petrópolis (RJ) ameaçarem perigosamente o Museu Imperial. Nesses momentos, o tema da destruição do patrimônio cultural alcança uma repercussão ampla e emocionada, nos fazendo refletir sobre o efeito de tragédias naturais, que muitas vezes poderiam ter sido evitadas por políticas públicas, [...] LER MAIS
.
Sessão 5 - FUTUROS PRETÉRITOS: FIGURAÇÕES DA HISTORIOGRAFIA DA ARTE NO BRASIL
Coordenação: Ivair Junior Reinaldim (UFRJ/CBHA), Fernanda Mendonça Pitta (MAC USP/CBHA), Paulo César Ribeiro Gomes (UFRGS/CBHA) e Vera Pugliese (UnB/CBHA)
A historiografia da arte no Brasil projetou - e ainda projeta - diferentes temporalidades, modos narrativos, hierarquizações e critérios de valorização que, em conjunto, buscam estabelecer direções para pensarmos a produção visual. Simultaneamente, essa historiografia é atravessada por problemas, agendas, pautas, marcações e enquadramentos, a partir de escolhas teórico-metodológicas. [...] LER MAIS
.
Sessão 6 - HISTÓRIA DA ARTE EM TEMPO DE DE(S)COLONIALIDADE
Coordenação: Rogéria Moreira de Ipanema (UFRJ/CBHA), Dinah de Oliveira (UFRJ/CBHA), Raquel Quinet Pifano (UFJF/CBHA) e Sheila Cabo Geraldo (UERJ/CBHA)
Nos últimos trinta anos, a arte, a história e a teoria da arte vêm atravessando o debate que se desenvolveu em torno do pós-colonialismo e do pós-modernismo - a crise das grandes narrativas -, mas também, em torno do processo de descolonização, ou decolonialidade, segundo Anibal Quijano e Walter Mignolo. Desde o fim dos anos 1990, surge a noção de giro decolonial, definido por Nelson Maldonado-Torres [...] LER MAIS

Sessão 7 - TRÂNSITOS, DESLOCAMENTOS, CONTEXTOS: ESTRUTURAS, TENSÕES E NARRATIVAS ENTRE O LOCAL E O GLOBAL
Coordenação: Almerinda da Silva Lopes (UFES/CBHA), Bianca Knaak (UFRGS/CBHA) e Marco Antonio Pasqualini de Andrade (UFU/CBHA)
A História da Arte surgiu das narrativas sobre artistas notáveis que se destacaram em suas épocas e circunstâncias, sempre atreladas a juízos de valor que tanto sobrevalorizavam alguns, tratados como “mestres” e “gênios”, como estigmatizavam ou ridicularizavam outros, considerados “sem talento”, “imitadores” ou “medíocres”. As disputas entre Zêuxis e Apeles expandiram-se para os territórios e cidades, privilegiando centros como [...] LER MAIS